Cores da Reciclagem do Lixo no Brasil


Padronização das cores da reciclagem

Gestão seletiva de lixo é fundamental para minimizar o impacto no meio ambiente e na saúde dos cidadãos. Ela promove a redução de resíduos na sua origem, e a reciclagem de materiais de primeira linha, gera renda com a inclusão social, bem como reduz os danos ambientais causados ​​por enterramento de resíduos. No Brasil, desde a década de 1990, os programas de gestão de resíduos urbanos desenvolvidos em parceria com cooperativas e associações de recolha de resíduos tornaram-se um modelo de política pública.

No Brasil os containers para separar o lixo apresentam padrões e diferentes cores como um sistema eficiente para a coleta seletiva. Vários países já reconhecem esse padrão como um parâmetro oficial a ser seguido por qualquer modelo de gestão de programas de coleta seletiva.

A simbologia e padronização de cores no Brasil são:

Azul – papel

Vermelho – plástico

Verde – vidro

Amarelo – metal

Preto – madeira

Laranja – resíduos perigosos

Branco – resíduos ambulatoriais e de serviços de saúde

Roxo – resíduos radioativos;

Marrom: resíduos orgânicos;

Cinza: resíduo geral não reciclável ou misturado, ou contaminado não passível de separação.

Uma dica importante a ser lembrada é que os materiais plásticos recicláveis recebem uma simbologia diferente, que segue as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, que identifica seis diferentes tipos de plástico de acordo com sua composição.

O símbolo internacional da reciclagem é a sequência de três setas que se parece com um triângulo indicando que pode ser reaproveitado na fabricação de um novo produto.

Cores da Reciclagem 2

Cores da Reciclagem imagens

Cores da Reciclagem imagem

Cores da Reciclagem fotos

Cores da Reciclagem foto

Cores da Reciclagem




Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *