Reciclagem de Alumínio no Brasil

Brasil bate recorde em reciclagem de Alumínio

O Brasil é o maior coletor de latas de alumínio no mundo e em 2015 superou seu próprio recorde na reciclagem deste tipo de material, com 98,4% de reutilização. De acordo com a Associação Brasileira do Alumínio (Abal), os números são bons para o meio ambiente e também refletem a situação frágil da economia do país que, desde o ano passado, sofre um doloroso processo de resfriamento, a recessão do PIB (Produto Interno Bruto ) e da inflação que dobrou a partir da meta estabelecida.

A indústria da reciclagem no Brasil tem crescido e amadurecido. Há mais de 10 anos, o país mantém um desempenho de mais de 90 por cento. Isto demonstra o nível de maturidade e estrutura do mercado de reciclagem brasileiro. Este é um mercado cada vez mais notável para a indústria, a sociedade e o meio ambiente.

Só em 2014, as latas de alumínio coletadas injetaram R $ 845 milhões na economia do país, contribuindo assim para a geração de renda e emprego para milhares de catadores. Além disso, a atividade de reciclagem consome apenas 5 por cento de energia elétrica, quando comparado com o processo de produção do metal primário. Isto significa que a reciclagem de 540 mil toneladas de latas permitiu uma economia de 4.250 GWh por ano para o país, um número que corresponde ao consumo residencial anual de 6,6 milhões de pessoas em dois milhões de lares.

De acordo com o estudo feito pela Packing Technoly Center a reciclagem de latas de alumínio no Brasil reduz as emissões de C02 em 70 por cento e o consumo de energia de 71 por cento, entre outras vantagens, quando comparada com latas feitas apenas com alumínio primário.

Vários programas que tentam promover a conscientização dos benefícios de reciclagem foram criados em todo o país, especialmente nas grandes cidades, onde a produção de resíduos é mais significativo. A maioria deles são educativos, mas também existem alguns municípios que fornecem a coleta de material reciclável, pelo menos uma vez por semana e/ou criar unidades de reciclagem.

Uma das cidades que se destaca como a capital nacional da reciclagem do alumínio é Pindamonhangaba, que começou na década de 1970. Atualmente o polo de Pindamonhangaba reúne duas empresas – a Novelis e a Latasa Reciclagem, que em 2010 adquiriram os ativos da Aleris Reciclagem –, que processam aproximadamente 70% de toda a sucata recuperada no Brasil.

Reciclagem de Alumínio 4

Reciclagem de Alumínio 3

Reciclagem de Alumínio 2

Reciclagem de Alumínio




Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *