O que é Feito com Sucata Eletrônica


Reciclagem sucata eletrônica

Montanhas de sucata eletrônica desatualizada estão aumentando em todo o mundo. Conhecido como ” e- sucatas ” ou ” e-waste “, eletrônicos descartados são um dos segmentos que mais crescem, acumulando três vezes mais rápido do que outros resíduos. Alguns destes resíduos são despejados em aterros sanitários, onde as substâncias tóxicas que ele contém podem contaminar a água subterrânea.

A chamada sucata eletrônica deve ser recolhida e enviada a empresas especializadas na reciclagem desses produtos, em um processo chamado de manufatura reversa. O produto eletrônico passa pelo processo de desmontar, separar partes e extrair diferentes elementos de cada componente.

Infelizmente os produtos eletrônicos modernos são tão complexos que dificultam a desmontagem rápida, o que significa mais trabalho, e mais trabalho significa custos elevados, e os altos custos de reciclagem da produtos eletrônicos pode ser menos atraente. Mas ainda assim, existem empresas interessadas em fazer a reciclagem do lixo eletrônico.

O processo de reciclagem começa com a desmontagem dos equipamentos, que é feita manualmente. E cada parte, plásticos, ferros, metais, alumínio e placas de circuitos vão para diferentes usinas. As substâncias perigosas são retiradas, armazenadas ou tratadas de forma segura, enquanto componentes valiosos são direcionados para processos de recuperação. Isto inclui a remoção de baterias, capacitores, para então ir para o pré-tratamento. Baterias dos dispositivos podem ser enviadas para instalações específicas para a recuperação do cobalto, níquel e cobre.

As placas eletrônicas – placa mãe, placa de rede, placa de áudio e vídeo, são separadas e enviadas para fora do Brasil. O processo de reciclagem deste material não é feito aqui porque esses componentes são feitos de 17 metais diferentes, incluindo alguns preciosos, e separar cada um desses elementos exige tecnologia de ponta, que o País não tem.

A refinação de metais após o pré-tratamento ocorre em três principais destinos: os pedaços de ferro são direcionados para usinas siderúrgicas, os pedaços de alumínio vão para fundições de alumínio, enquanto pedaços de cobre, chumbo, circuitos e outros metais preciosos vão para fundições de metal, que recuperam os metais.

Atualmente algumas empresas, incluindo Xerox, HP e Dell, estabeleceram programas de reciclagem de seus produtos desatualizados, já que em alguns estados Norte Americanos e da União Europeia, já existe uma legislação que obriga a reciclagem do lixo eletrônico.

O ritmo acelerado da própria inovação tecnológica está alimentando o crescimento do lixo eletrônico. Os primeiros computadores pessoais, por exemplo, duravam uma média de cinco anos, e agora eles estão desatualizados em cerca de dois.

É preciso que as pessoas se conscientizem sobre a possibilidade e necessidade de encaminhar seus produtos eletrônicos desatualizados para um local onde se faz a coleta da sucata eletrônica. Isso vai ajudar a evitar a contaminação do meio ambiente e gerar mais empregos nas usinas de reciclagem.

Sucata Eletrônica 3

Sucata Eletrônica 2

Sucata Eletrônica




Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *